Notícias

Em nova assembeia, banrisulenses de Araranguá e Região APROVAM proposta de PPR

Acordo aprovado pelos Banrisulenses irá substituir as RV’s pagas pela empresa

Em nova assembleia realizada hoje, dia 14/01/2022 (Sexta-feira), às 9h30min a Proposta de PPR foi apreciada pelos Banrisulenses. Após novo debate e esclarecimentos com os trabalhadores, os Banrisulenses de Araranguá e região aprovaram o acordo por unanimidade.

Durante as negociações com a diretoria do banco, o Comando Nacional dos Banrisulenses assegurou o direito daqueles que tem ações exigindo reflexos passados das RVs.

Para o presidente do Sintrafi Florianópolis e Região, Cleberson Pacheco Eichholz, o principal elemento da proposta é a valorização do trabalho em equipe: “Considerando que a meritocracia tem feito o individualismo superar a coletividade, ampliando o nível de stress e adoecimento na categoria, foi importante construirmos um acordo onde os indicadores de desempenho que definirão o recebimento da PPR tem um peso significativo focado nos resultados coletivos e não individuais como eram nas regras para pagamentos de RVs.”

Vigência

O ACT de PPR terá duração de um ano. Por isso, será importante que os(as) colegas que atuam nas agências falem com os sindicatos durante a vigência, tirem dúvidas e tragam dados para subsidiar os dirigentes sindicais de informações para posterior aperfeiçoamento do texto, uma vez que o acordo deverá ser renovado em janeiro de 2023, em novas rodadas de negociações entre o Comando e a direção do banco.

Avanços obtidos na mesa para o ACT do PPR

Quando o debate para construir ACT do Programa de Participação nos Resultados (PPR) começou em 8 de outubro, a direção do Banrisul propôs acabar com a PLR social do Banrisul (1,8% do lucro líquido distribuídos linearmente para todos os banrisulenses). A PLR foi mantida no regime atual.

A direção do Banrisul queria fechar um ACT de PPR por dois anos. Os dirigentes conseguiram reduzir para um ano. Isso possibilita que os dirigentes coletem relatos dos banrisulenses e possam voltar à mesa de negociação para aperfeiçoar o PPR em 2022 e selar um novo acordo a partir de janeiro de 2023.

Os dirigentes insistiram e pressionaram nas mesas de negociação para duas questões fundamentais. Primeiro, os Operadores de Negócios (ONs) não poderiam sair perdendo com a proposta. Segundo, era que a base da pirâmide, quer dizer, aquelas funções que reúnem o maior número de banrisulenses fosse lembrada. O ACT do PPR passou a contemplar essa função “esquecida” que representa um quarto do quadro funcional do Banrisul. Com a reunião da terça-feira, 28/12, a comissão anual cresceu 50% no target de escriturários e para os ON’s o multiplicador subiu de 2 para 3, além da gratificação de ON ter sido acrescida ao valor de Referência.

Clique aqui e confira o Acordo na íntegra.

 

Fonte: www.sintrafifloripa.org.br